quarta-feira, novembro 14, 2007

Conversa típica de hora de almoço na Horta






Joana: Alguém sabe de quem é aquele iate? É que o dono é o homem da minha vida...



Raquel: Mulher!! Por amor de Deus! Não vês que há de ser um velho caquético?!


Joana: Melhor! Interno-o duas semanas na medicina, apanha uma pneumonia nosocomial, casca de vez e eu fico com o iate!


(Nota: Qualquer semelhança com a conversa típica de Setúbal, na qual eu me referia ao dono daquela casa com piscina na subida para o Forte, é pura coincidência!)





2 comentários:

Anônimo disse...

Eu não tenho iate, mas gostava de ser o homem da tua vida... ;)

cicliodependente disse...

Olha lá, já agora o dono do iate não terá um filho não??? l0l