quinta-feira, abril 29, 2010

Chamem-me David Attenborough, vá...


Há pessoas que saem de casa e olham primeiro para o mapa para saber para onde vão.
Há pessoas que não se esquecem do cabo que liga o GPS em casa.
Há pessoas que inclusivamente têm mapas no porta-luvas.

Depois há pessoas que não só não olharam para o mapa, como gostam de passear 40 minutos por cidades desconhecidas (quando já estão atrasadas para o curso), perguntam às pessoas mais improváveis na rua direcções (fanhosos e pessoas que só falam crioulo incluídas), enfiam-se pelas ruas mais improváveis onde só existem pubs e cámones bêbedos às 16h00 e chegam no segundo em que começa a apresentação do primeiro caso de ECG.

Estas últimas são as minhas pessoas favoritas... Vá-se lá saber porquê!

Tá complicada esta vida de hotel de 5 estrelas...




domingo, abril 25, 2010

A tradição volta a ser o que era




Praia dos Alteirinhos - Zambujeira do Mar

E no dia da Liberdade, o primeiro mergulho do ano.

quinta-feira, abril 15, 2010

My longest relationship ever



Há 3 anos a debitar tudo o que me passa pela alma (ou seja tudo o que o tempo e a censura me permitem), aqui neste antro no blogspot plantado.

Feliz aniversário "Ah e tal tá fresquinho".

May you live long and prosper :)

P.S. - O aniversário foi ontem, mas ontem não me deu tempo de cá vir. Espero que não leves a mal...

Querida pessoa fofinha que, não sei como, tinha a minha password do gmail

E que se divertia a bisbilhotar o mail alheio.

Espero que te divirtas muito a tentar descobrir a nova password.

Atenciosamente
Joana Alves

terça-feira, abril 13, 2010

As minhas hormonas aplaudem ao ver esta série.



"See, it's this. It's just sitting here together, in a waiting room. Both of us trying to pretend we're not scared, that's love. Not being able to concentrate on writing a speech about the beauty of love because you're scared you might lose it and nothing will ever be the same. And realizing that the one place, the ONE place, that you feel most "you" is when you are lying next to her, just breathing."

Robert in Brothers and Sisters

E os meus conductos lacrimais rejubilam pela acção!

"You are the music while the music lasts"

T.S. Elliott

Na passada 5ª Feira arrastei o meu homem, para o concerto (espectacular!) deste senhor, perdendo assim a derrota do seu clube frente aos 11 de Liverpool.

Algures a meio do concerto, surgiu esta música, há muito conhecida por mim e de repente, dei por mim a pensar na inevitável associação de algumas pessoas e situações a determinadas músicas. A música enquanto arte, pretende expressar sentimento, emoção e consegue assim, muitas vezes (por mim falo) transmitir o que de mais íntimo pulsa em nós. Como diria o senhor Hans Christian Andersen, "where words fail, music speaks".

No entanto, o que pude constatar, neste concerto é que enquanto esta música tocava, sim, lembrei-me de quando ela me dizia tanto, mas a verdade é que com a distância do tempo e da (pouca mas boa) sabedoria, a verdade é que a canção deixou de ser da outra pessoa ou situação e voltou a ser só minha. A minha triste e linda canção. E, verdade seja dita, gostei muito mais da ouvir desta vez, do que todas as vezes que a ouvi no passado.


video

Não sei quem é que convidou esta tipa a voltar...



... mas seja lá quem for, faça o favor de mandar a chuva embora novamente, que eu já estava em summer mode!

quarta-feira, abril 07, 2010

Fico tão contente ao ouvir as notícias neste país...


... e saber que o Rui Costa vai pagar de multa o mesmo que eu paguei de IRS o ano passado, quando ganha infinitas vezes mais.

... e saber que António Mexia (presidente da EDP) vai receber 1.9 milhões de euros extra correspondentes ao ano de 2009 e ainda vem dizer que é um bónus ao seu salário, que segundo o mesmo, não é nada de especial (700.000 euros ao ano, coisa pouca) por objectivos cumpridos.

... e saber que o Pinto da Costa ganha 1500 euros ao dia.

... e saber que morreram não sei quantas pessoas no Rio de Janeiro, à conta das cheias, mas graças a Deus e a todos os santinhos, nenhum deles teve a sorte de nascer neste país à beira mar plantado.

... e tomar cada vez mais consciência, que 2010, vai inevitavelmente ser o ano do Benfica.

Sim, estou viva e sim, continuo gaja.



Gosto da Rita sem os sapatos vermelhos.
Gosto dos sapatos de anjo.
Gosto mesmo, mesmo do vestido.

Será que posso comprar tudo amanhã, num devaneio e culpar as hormonas por isso?